terça-feira, 18 de abril de 2017

@2

Muito boa noite,


Agora que as amêndoas já foram e já se pode voltar a "pecar" , venho esclarecer algo que me parece que suscita algumas duvidas e muita confusão..
Há um tempito acrescentei um novo tipo de convivio, o @2 ou seja a dois..
O que significa que atendo tambem como casal..
Mas explicando ainda melhor, eu mais um homem simpático, divertido, culto e da minha inteira confiança e intimidade atendemos juntos homens , mulheres e casais..

Ambos adoramos sexo em grupo e mais uma vez se honra o velhinho e certeiro "cliché", de juntar o útil ao muitoooooo agradável ;)
Pormenores safados só dou por tlm, mas não tenham medo de expor as vossas fantasias, pois teremos todo o prazer em as realizar :)
Mas nada de fantasias que envolvam matar galinhas ou que vos enfiemos um ferro quente pelos anus acima tá?
( sim, sim, ja me pediram coisas dessas e mas também nós temos os nossos limites!!)



" ahhh e tal mas então tu agora já não atendes sozinha??!! "
Calma, atendo sim..
E ele atende sozinho também.. 
Tudo o resto se mantém ;)
Jinhus 

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Novidades fresquinhas

Então muito boa noite..
A terra andou a tremer por estes lados, e eu decidi inovar os meus serviços .. 


@2 
Gostaria de estar com um casal? Já alguma vez fantasiou com isso? 
Então venha daí e deixe se levar pela loucura saudavel que é o sexo em grupo..
€uros muito bem gastos ;)

Pormenores? 
Pergunte me como
sem vergonhas nem tabus ;) 

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Pois é...

... volto uma vez mais a falar na questão de marcarem e depois não aparecerem nem sequer avisarem nada..
Talvez este pessoal desrespeitador pense que para nós é igual ao litro e não nos faz mossa..
Às tantas para muitas acompanhantes é assim mesmo, mas para mim não é..
Eu quando recebo uma marcação não quero estar com a pessoa e sentir o stress que o tempo está a passar e que entretanto a pessoa seguinte já estará a espera, obrigando me a "despachar serviço".. Como detesto isso, so aceito marcações bastantes espaçadas..
Eu tenho tambem uma vida pessoal e particular que vou conciliando com esta minha actividade.. Muitas vezes altero a vida particular em função da profissional fora do meu horario de atendimento e depois quando a pessoa falha, nem fiz num lado, nem fiz no outro..
O exemplo de hoje : acordarem me de manha bem cedo quando eu dormia finalmente ferrada , pedindo me  por tudo para eu receber passado pouquinho tempo pois até é raro a pessoa vir a Leiria e uma oportunidade destas nao sabia quando voltaria a tê la e depois nem vir nem disse nada !!! É assim um bocado ...............  má onda não é ?
A minha teoria para explicar tão má atitude, é que o senhor provavelmente se aliviou manualmente para aguentar depois mais tempo, e a excitação matinal exarcebada acabou por passar..
Pois bem, eu até lamento ( mas pouco ), mas a oportunidade de estar comigo passou também.. É que já não é a primeira vez que me faz aquecer o quarto entre outros preparativos e depois nao aparece sem nada dizer..
Os tlm agora até dão para bloquear numeros,  e o tempo em que eu me sujeitava a más educações deliberadamente vai ficando cada vez mais distante..
Beijinhos

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

12/10


O Mr. G é uma pessoa que devido a profissão que tem, anda sempre com o tempo disponivel curto, mas neste dia lái arranjou um pouquito mais e perante a vontade de fazer algo diferente, sugeri lhe que fosse mos dar uma até a praia ..
Só que neste dia, penso que foi quando caíram as primeiras chuvas a valer depois do Verão, mas quando ele me veio buscar não estava a chover em Leiria e eu levei uma manta grossa, lá fomos em direcção ao litoral..
Ele com "medo" das nuvens negras que escurecia o céu, e eu confiante que só a meio da mata de São Pedro é que realmente se sabe qual o tempo que está na praia..
Mas ao passar a Marinha Grande , chovia tanto, mas tanto que quase tive para lhe dizer que o melhor seria voltar mos para trás, mas calei me.. Afinal, já tinha mos ido até ali né?
Não me enganei, mais ou menos a meio do pinhal deixou de chover e o céu com muito menos nuvens..
Fomos para a praia que eu mais gosto, praia das Pedras Negras.. Estava quase a anoitecer e nao se via ninguém nem na praia nem nas dunas.. Somente o mar e muita areia molhada..
Não nos afastamos muito do parque de estacionamento, as dunas fazem aquelas covas aconchegantes e logo depois de se ter estendido a manta deu me uma vontade enorme para tirar a roupa.. Não estava frio , somente uma brisa leve que até era agradavel.. Despi me, claro.. E foi tão bom sentir aquele ventinho na pele..
Ventinho esse que me excitou e depois de colocar o preservativo no pau grande e duro do Mr. G abocanhei o com vontade  e dedicação.. Afinal, não é todos os dias que eu faço um broche naquelas dunas, que vêem fazer broches todos os dias.. Quem conhece o sitio sabe perfeitamente do que estou a falar eh eh eh ..
Tive de maneirar a minha vontade várias vezes, perante os pedidos do Mr. G que nao queria vir se ainda.. Ele tambem queria foder me e a verdade é que eu tambem queria que ele me fodesse ali no meio daquela natureza toda ..
Deitei me de barriga para cime e  duna era um pouco inclinada , o que foi perfeito pois sem ser em exagero, contribuiu para que o meu corpo fosse deslizam se um pouco para baixo sempre que ele com os movimentos tipicos de quem está penetrar, me ia empurrando para cima.. Foi muito fixe, prazeirozo e divertido..
Depois meti me á canzana e mais uma vez a inclinação ajudou a festa de igual maneira ;)
foi tão bom ..
E como é que eu apanho assim tantas vezes gripe?
Não, desta vez não fiquei doente ;)

Ano 2016

Eu sei que ainda faltam uns dias para este ano acabar, mas dei comigo hoje a pensar que em termos principalmente de saúde, este foi um ano madrasto..
Comecei logo praticamente o ano a torcer o mesmo joelho duas vezes , no espaço de uma semana..
Foram meses sem poder trabalhar, de perna esticada e mesmo quando comecei a ficar melhor, as vezes bastava um movimento mais mal calculado para me ir novamente abaixo e ficar mais uns dias encostada ás boxes..
Agora finalmente e felizmente tenho andado bem melhor e sinto que o joelho está mais forte e resistente, apesar de nele sentir as mudanças de tempo ..
Depois tive imensas vezes com gripe, gripe com febre que me faziam rebentar os labios e claro está, nada de poder trabalhar também..
Agora para acabar o ano em "beleza" , uma bronquite chata com ataques de tosse que me fazem quase perder a cabeça.. Mas pronto, felizmente já estou a ficar melhor tambem..
Se eu acreditasse em bruxas ( eu seria uma ) , até diria que me tinham feito uma macumba qualquer, mas "prontes"..
A parte disso, os telemoveis a avariararem, eu a ter de os trocar e a perder montes de contactos importantes, apesar de os guardar no email..
E as denuncias no facebook, com a perda dos perfis, paginas e grupos ..
Enfim..
Mesmo assim tenho algumas historias interessantes deste ano que não contei, e deveria de as ter aqui guardado..
Estou cansada de algumas coisas, e deste ano..

Desabafo pessoal do dia :

Ás vezes penso ( e agora é um desses momentos ) em que pelo mesmo dinheiro que pago por um T1, pagaria por um T3 onde eu pudesse viver com os meus gatos e alugar dois quartos a mulheres que fazem o mesmo que eu, tendo elas a certeza que não seriam exploradas e acima de tudo respeitadas..
Volta e meia sou procurada quase como tábua de salvação por quem está á rasca e vê nesta actividade a luz ao fundo do túnel para os seus problemas financeiros imediatos, mas que sem saberem como começar, em quem confiar, ou até clientes e /ou amigos, alguém lhes diz " fala com a Laura, ela ajuda te.. " , ou então pessoas que vêm ainda através do blog..
E eu fico com vontade de lhes dar a mão, um sitio seguro mas com somente um quarto para eu própria trabalhar, tenho de me limitar ajudando somente transmitindo um pouco da minha própria experiência e dos meus conhecimentos..
É.. eu podia alugar um T3, mas depois há a cena do lenocínio.. e isso poderá dar mierdice da grossa..

terça-feira, 15 de novembro de 2016

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Praia? Escaldão certinho..






Acho que esta foi a ultima vez que fui a praia, e quando apanhei o ultimo escaldão de corpo inteiro.. Já lá vão um par de anos..
Hoje encontrei uma pasta perdida no pc com estas fotos e resolvi partilhar  com voces..
De salientar que actualmente estou um bocadinho mais gordinha..
Beijinhos doces da vossa Laura


quarta-feira, 22 de junho de 2016

As fotos a muitooooo prometidas..




"Than(fuc)k you "

Que "giro".. 
No dia em que tirei uma pessoa dos meus amigos , recebo no facebook da Laura uma denuncia ao texto " como ser fornicada sem sexo" e um castigo de sete dias.. e logo a seguir uma denuncia de identidade que só com documento oficial é que a conseguirei recuperar, ou seja.......jámé.. coincidências? talvez sim, mas acredito que não..

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Mr. Surf



Há uns anos, tinha eu o apartamento a pouco tempo e fui contactada por um homem português para eu ir ter com ele a Figueira da Foz.. Apesar de não ser longe, também não é perto e como "agora" eu até já tinha um sitio meu para atender embirrei que se ele queria estar comigo, teria de vir ele a Leiria.. Andou a ligar me mais de uma semana a pedir e a insistir para que eu fosse, ( não sei se hoje teria a mesma dose de paciência, confesso) e eu vencida talvez pela persistência mas de certeza pela curiosidade que a sua voz me despertou, no ultimo dia que ele me quase me implorou para ir , peguei no carro a noite e fui..

Lembro me ate hoje daquela voz grave, calma, meiga, cativante, com cultura, conhecedora das palavras certas e que me fez pensar várias vezes que ficaria tão bem por detrás de um qualquer microfone de radio..

Naquela altura eu ainda era menina de criar expectativas ( ainda bem que já me deixei disso) e sempre associei aquela voz poderosa a alguém envolvido no mundo das finanças, das leis ou no mínimo no meio empresarial, ou seja metida num qualquer fato que precisasse de gravata ou então numa camisa e calças perfeitamente vincadas.. E foi o mais clássico possível que me vesti com calça preta vincada, top vermelho escuro com o tecido a cruzar a frente fazendo um franzido engraçado e um decote subtilmente atrevido, lingerie de renda preta e claro, salto alto..

Combinamos encontrar mos num centro comercial a norte da Figueira e eu cheguei antes da hora pois queria ver antes de ser vista.. Subi ao ultimo andar para poder ter uma vista estratégica de todo o espaço e aguardei calma e expectante..

Passado um bom bocado ele liga e pede para ir ter com ele ao parque de estacionamento e achei aquilo muito estranho.. Apesar de já estar a fugir ao pré combinado... “ ao parque de estacionamento??!! “ , mas pronto lá fui e se até então os meus “radares “ estavam adormecidos , enquanto fui descendo ao seu encontro, senti os a ficarem um pouco em standby..

Com o tlm ao ouvido e com frases “ então mas estás em que parte? “ , dou por mim quase de repente defronte de um sujeito que primeiramente me pareceu um rapaz de vintes e poucos, mas depois de olhar mais atentamente para a cara notei que já era trintão.. Ele todo sorridente e eu a recuperar do choque de realidade, pois em vez do engravatadinho “expectivado” era um surfista hippie com direito a roupas coloridas, cabelo louro algo comprido e bastante queimado do sol..

Atordoada dei por mim a olhar para um flyer promocional de uma pousada surfista que ele me meteu na mão dizendo que era para lá que ia mos e para eu o seguir no carro..

Hoje e voltando a fita tanto para trás e tentando compreender como tudo se passou e principalmente a minha atitude, acho que fiquei muito renitente em o seguir devido a ele ser uma pessoa totalmente diferente a que eu esperava, e reconheço que fui naquele momento e nos momentos a seguir fui um estive a roçar o preconceito e se um dia me voltar a cruzar com ele, com toda a certeza que lhe pedirei uma vez mais desculpa.. Estive mesmo para me recusar a segui lo apesar dele me garantir que nada me iria acontecer, que já me tinha mostrado o sitio como sinal de boa fé e depois de muita hesitação aceitei.. Os “radares” continuavam em standby..

Ele disse me que ia buscar o carro e quando ele passa se para eu o seguir e eu assim fiz.. Mas reparei que a carrinha audi tinha matricula espanhola e não sei porque foi nesse momento que os meus “radares” dispararam alertas por todos os lados.. Peguei no tlm e enviei um sms a um amigo meu com o modelo, cor , matricula, sitio, nome da pousada.. ( desculpa por todas as preocupações que te dei) ..

Estou neste momento a recordar me perfeitamente de tudo o que pensei e senti enquanto segui aquele carro desconhecido por estradas desconhecidas que a dada altura deixaram de ser alcatroadas e iluminadas .. Onde a vegetação se ia adensando na mesma medida que me ia crescendo a ideia que a coisa ia correr mal e o mais provável era eu estar a ir pelo meu próprio pé ao encontro de uma qualquer rede mafiosa de trafico humano, que nunca mais veria a minha família e mais tarde ou mais cedo acordaria ás postas numa valeta qualquer..

Se tive a sensatez, inteligência e esperteza de voltar para trás? Não..

Não sei porque, sinceramente não sei mesmo porque , mas não dei a volta para trás ao meu carro e deixei me ir ..

Chegados ao sitio, reparei que era muito isolado no alto de uma colina ( mesmo porreiro para cenário de um qualquer filme de terror que gosto tanto ), mas com a exceção de uma ou outra carrinha com publicidade ao sitio, não havia mais carro nenhum presente.. E isso descansou me um pouco..

Entra mos e ele mostrou me o sitio deserto quase todo, levando me de seguida para o quarto dele no ultimo andar, em que o quarto decorado em estilo indiano avançava pela varanda e com uma vista absolutamente deslumbrante sobre o mar e a cidade..

Apesar de não aceite o chá que ele gentilmente me ofereceu e me ter entregue o envelope da praxe com os honorários combinados onde ainda acrescentou uma nota extra , fica mos um pouco a conversar e apreciar a vista antes de ir mos para a cama e fazer mos amor carinhosamente por duas vezes..

As ruas não me pareceram tão assustadoras a descer ..


A uns tempos valentes contei isto tudo a um cliente ligado as espiritualidades reikianas e ele disse me que no meu intimo eu sabia estar em segurança , pois a minha sensibilidade não tinha detectado energias negativas na outra pessoa.. Que tudo o que senti foi uma luta entre a minha razão e o meu subconsciente .. hummmmmmm............... Eu continuo a achar que tive muita, mas mesmo muita sorte..



quinta-feira, 14 de abril de 2016

Encornanço

Sabiam que há homens que nem para serem encornados servem? Pois é.. Passo a explicar ..
Anteontem começou me a ligar um tal de R. a perguntar pelos meus serviços coiso e tal, e depois de eu lhe ter explicado, perguntou me se eu não arranjaria um amigo para se juntar a nós pois ele gostaria de ser escravo submisso de um casal.. Surpreendida, revi mentalmente os amigos e "amigos" que tenho e que se enquadrariam e alinhassem naquele tipo de fetiche e lembrei me de um amigo dos tempos de escola que está sempre pronto a alinhar neste tipo de cowboiadas e respondi lhe que sim, apesar de confirmar com esse meu amigo, que era bem possível poder lhe satisfazer a fantasia..
A voz do outro lado do tlm entusiasmou- se e passou os vários minutos seguintes a perguntar se podia fazer isto e aquilo, ou seja, se podia chupar no caralho do meu amigo, se eu o iria mandar lamber o leite do meu amigo, etc e tal.. Eu lá lhe fui dizendo que sim, mas salientando por duas ou três vezes que esse meu amigo alinha mas somente no papel de ativo..
As paginas tantas lá se lembrou de perguntar se podia trazer a mulher , pois ela nunca deixou que ele lhe comesse o cu , mas que ele adoraria ver outro homem a enraba la..
Achei a conversa um tanto ou quanto estranha e perguntei lhe "- olhe, entao mas se a sua esposa nunca aceitou fazer anal consigo, não me parece que o vá fazer com outro homem !!"
Ele respondeu me que em conversa com ela, ela lhe tinha dito que com ele não queria, mas estando com outro homem no calor do momento se poderia deixar levar..
Eu, com uma voz assim tipo de "esguelha", perguntei lhe se ele não se importaria mesmo de ver outro o homem a fazer o que ele nunca pode, o que ele responde com uma entoação quase de orgulho e iluminada que ele adoraria ser corno..
Ahhhh tá bem, se é isso que você quer então vamos tratar de o encornar ..
Dali para a frente o tema de conversa foi praticamente todo a volta do desejo dele ver a mulher ser comida no cuzinho , e vou ser corno, e vou ter cornos, etc etc ..
Mais tarde nesse dia , voltou a ligar me para confirmar se o meu amigo então alinhava e como eu lhe disse que sim, mas que só podia ser hoje de manha, ele deve de ter ligado os neurónios a cabeça inferior e propôs me eu faze lo vir em troca de me carregar o tlm..
Não sou grande fã desse tipo de coisa e mas como a historia toda já estava a ficar recambolesca, aceitei dizendo " primeiro carrega o tlm , depois eu faço o vir ".. Ele aceitou , e eu fiquei a espera  nesse dia, mas népias..
No fim da manha de ontem voltou a ligar um bocado para o "entrunfado " pois iria dar me muito dinheiro a ganhar na quinta feira ( hoje ) e que não esperou que eu lhe fosse cobrar para o fazer vir ao tlm..
Eu, que ate sou uma pessoa pacifica e paciente , passei me um bocadinho dos meus corninhos e lá tive de dizer que não o conhecia de lado nenhum e se ele também faz serviços de borla , etc etc   mas depois lá anuí em descontar o valor que carregasse, no valor a receber pela festinha..
Ele então carregou e eu entendi esse gesto como um sinal de credibilidade apesar da surrealidade a volta do fetiche do moço, ate porque para o fazer gozar tive de puxar bem pela minha imaginaçao para lhe criar um cenário em que a mulher era ernrabada a força toda pelo meu amigo enquanto ele por baixo lhe ia lambendo a cona, chupando o grelo e mamando nos tomates do meu amigo, fazendo dele o mais cornudo de todos os cornudos e quase que ja se podia antever um bom par de chifres a nascer lhe na testa.. A dada altura dei conta que o meu papel seria somente o de expectadora.. Ele queria mesmo era ser um submisso encornado.. E segundo palavras dele, hoje iria ser tão bom que mal poderia esperar pelas dez horas de hoje..
Ainda lhe pedi várias vezes para se acontecesse algum imprevisto ou a mulher mudar de ideias, me avisasse com pelo menos um sms, ao que ele respondeu "claro, claro.. mas isso nem se põe em causa.. " a roçar o ofendido por eu por sequer a hipótese que eles poderiam falhar ..
Bem, as tais ansiadas dez horas de hoje chegaram e passaram.. As 11h e o meio dia também..
Apareceram vocês? Pois, ele também não.. Vocês avisaram? Pois, dele nem um simples sms a dizer " não vou" ..
É por isto que eu disse antes que há homens que nem para levarem um par de chifres têm tomates, apesar de parecer que o desejam muito..



Olá

boa noite a todos e a todas também..

Aqui a vossa Laura, a mais um bocadinho Gordinha,tem estado a recuperar devagarinho e len-ta-men-te de uma rotura de ligamentos no joelho esquerdo

eu sei, eu sei.. fazer sexo oral ( isto para evitar de dizer broches ) de joelhos não tem sido possível o que é uma chatice do cacete pois eu adoro fazê los dessa maneira

Se me permitem o desabafo, ando fartinha de gelos, comprimidos, muletas e de estar parada e quieta de perna esticada

Mas, como parar é morrer e eu ainda sou muito novita para ir para o paraíso de são Pedro ( leia se , caldeirão do Belzebu), para a semana em principio já terei fotos novas do meu rabão.. Bale?

Ia lá deixar passar a oportunidade de mostrar os meus pneuzinhos de estimácion


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Alguns esclarecimentos

Muito boa tarde a todos/as..
Volta e meia, existem vários assuntos que tenho de voltar a falar neles , pois há sempre pessoas que ou são distraídas, ou fazem questão de não ver/ perceber ou barram se de chico espertismo e tentam a sorte e depois entrunfam se quando se apercebem que o que conseguem é o azar da indiferença..
Primeiro: - Eu sou acompanhante, prostituta, puta ou o que quiserem me chamar.. Sim é isso.. Eu cobro dinheiro pelo meu tempo e por sexo.. E gosto do que faço e não tenho vergonha nenhuma de o fazer e ser..
Segundo: - Sou gordinha, gorda, bbw, plus size, baixinha e pronto.. Há quem goste, há quem não goste.. Nunca usei fotos de outras pessoas para dar a entender ser de outra maneira e enganar possiveis clientes.. Quem gosta será muito bem recebido, quem não gosta escusa de vir.. Simples..
Terceiro: - Desde que a troika começou com as troikinices , que tenho vindo a adaptar os valores para estar comigo em função das dificuldades actuais que todos estamos a atravessar.. Quem me "acompanha " desde o inicio sabe bem das diferenças entre o quanto eu cobrava no inicio com o que cobro actualmente.. Mas sinto que cheguei ao limite dos meus limites .. E para ser sincera, quando me falam em descontos, vem me logo a ideia " fonix, qualquer dia estou eu a pagar para me virem f....." e o meu humor e disposição passam logo para saldo negativo.. O que não convém nada a quem se pretenda ter relações sexuais, mesmo a troco de dinheiro.. Deixem cá ver se consigo explicar isto de outra maneira .. Estarem a pedir me para eu fazer um desconto, quando eu já cobro tão pouco, é uma forma mesmo sem se darem conta de me desrespeitar.. E eu, apesar de ser prostituta, não gosto de faltas de respeito pois também não gosto de faltar ao respeito a ninguém.. Ainda há outra maneira de dizer isto: Pedirem, principalmente com insistência que eu faça um desconto, até no convívio mais básico, é mais de meio caminho andado para que eu não receba, ou deixe de receber a pessoa que o pede/exige.. E em alguns casos já fez com que eu deixasse até de atender o telefone a certas pessoas.. Talvez agora, lendo isto aqui escarrapachado , finalmente entendam o porquê do meu silencio e indiferença..
Quarto: - Não ando a procura de namorado, de marido, de amante e muito menos de amizades coloridas.. Poupem me ás vossas investidas pseudo amorosas mesmo sem me conhecerem de lado nenhum, pois pura e simplesmente não vai resultar.. A unica coisa que vão conseguir, é levarem me a pensar que o que querem é sexo grátis, e no fundo é isso mesmo o pretendido..
Quinto: - É muito raro, mesmo muito raro eu responder no chat as mensagens.. Qualquer tipo de esclarecimento podem te lo por tlm.. O numero está na foto de capa, no perfil, nos anuncios, ou seja espalhado por todo lado.. Admira me imenso quando me pedem o nr de tlm!!
Sexto: - Sou MUITO , mas mesmo muito alergica a chamadas anónimas.. Portanto, se ligar de numero privado, mesmo que insistentemente e eu não atender, não se admire..
Por agora é tudo.. Beijinhos

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Ei , tu aí ....

... que tens entre 19 e 25 anos, que és bissexual e queiras estar comigo e com um senhor já maduro, manda me um email ou uma mensagem no facebook..
Assunto sério.. 

email: laurapereira33@gmail.com
facebook: https://www.facebook.com/lauragordinha 

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Mr. Y e Mrs X

A X e o Y são um casal cá de Leiria, ambos na ternura de uns quarenta, muito bem dispostos, divertidos e com a sabedoria de aproveitarem a vida ao máximo..Ambos souberam trilhar o caminho da minha confiança, e eu o deles..
 Um dia destes o Y enviou me uma mensagem a dizer que estava a preparar uma surpresa á X e que eu fazia parte dessa surpresa..
Adeptos de jogos entesoantes, que na minha opinião todos os casais deveriam praticar e me fez admira los um pouco mais, confesso que ao inicio não estava a perceber muito bem o andamento da "coisa", mas alinhei e deixei me ir ..
Ele veio sozinho buscar me e pelo caminho foi explicando como a tinha  orientado a ir até a rotunda da A17 e aguardar por mais indicações .. De lá em diante  até ao motel Jardins Exóticos, ele foi lhe dando pistas acerca do caminho que ela teria de seguir com fotos que ele ia tirando e enviando.. Achei um jogo muito giro..
Nós, como tinha mos um bom avanço chegamos primeiro e aguardamos..
Com a chegada da X, ele pediu para eu me esconder na casa de banho, e eu assim fiz mas fiquei atenta e a escuta de tudo que conseguia captar..
Pelo toc toc dos seus saltos, dei conta que ela tinha entrado no quarto a rir e engraçar quase instataneamente com o varão.. Deve de o ter agarrado de imediato, pois começo a ouvir dizer daquela maneira muito própria e engraçada dela "é grosso, é grosso" e fui me controlando o mais possível para não imaginar que ela estaria a falar de outra coisa e não me desmanchar a rir, mas ao ouvir aquele "BEMMMM!!!! " foi inevitável o meu riso, e mesmo pondo as mãos a boca, pensei que tinha denunciado a minha presença, mas não.. Continuava tudo tranquilo  para o meu lado..
A dada altura, vejo o Y a abrir a porta muito devagarinho e apesar de estar de costas para mim, conseguiu desligar a luz do wc e foi abrindo a porta lentamente , dando me a entender para eu me ir aproximando devagarinho, de maneira a que a X , que ia rodopiando lá na grossura do varão só desse conta da minha presença por mero acaso..
Nessa noite e contrariamente ao meu hábito de andar sempre com roupa o mais escura possível, vesti  um top cai cai branco , o que sobressaiu na penumbra em que o quarto se encontrava  e assustou a X  quando num rodopio mais acelerado bateu com os olhos em mim e soltou um grito de terror bem ao género " Y!!! está um fantasma atrás de ti "  transmitido num sonoro "AHHHH!!!"
Seguiu se uma risota a três, com alguns beijos pelo meio e  roupas a serem despidas, acabando por nos enrolar mos todos em cima da cama redonda, com apalpanços, caricias e muito sexo oral..
A dada altura lembrei me que a X também tem um minimax e que o Y ja o tinha posto a jeito e que uma das intenções dele era fazer com que ela pudesse gemer de prazer a vontade, sem se importar com o volume de decibéis libertado..
Agarrei no aparelho , e como é um pouco diferente do meu, forcei me a mim mesma para me lembrar onde é que ja tinha estado com um igual na mão..
Pondo o em acção na X , fui vendo o corpo dela a torcer se de prazer lascivo.. O Y a dada altura chamou a minha atenção para a expressão facial dela, dizendo me " estás a ver porque é que eu gosto tanto de foder com ela? " , e eu vi e compreendi ;) eu própria estava também a adorar..
Para o momento ser mais completo, o Y decide penetra la e eu continuei a segurar estrategicamente o minimax, pois sei bem o prazer que é sentir as duas coisas em simultâneo..
Não demorou muito para ela se torcer cada vez mais e o Y já a conhecendo bem, foi agarrando a pelo pescoço , braços e pernas no que me pareceu  ................... não quero usar as palavras violento ou brutidão pois estaria a exagerar, mas ..............intenso .. sim, intenso parece algo mais apropriado..
Onde é que eu ia? ah sim , continuando...... : no me me pareceu um momento verdadeiramente intenso por parte dos dois .. Ela a vir se debatendo se toda e ele a segura la bem firme como que a impedir de fugir ..E eu deliciada por poder assistir a tanta intimidade entre eles..
Quando ela se acalmou , virou se para um dos lados toda encolhidinha, do género "deixem me estar sossegada agora " eheheh
Contentes mas não satisfeitos, o Y voltou a presentear me com a sua técnica de bilros aplicada á boa arte de minetear, tendo lhe eu passado o atestado de aprovação com mérito, ao mesmo tempo que a X me ia acariciando as mamas e dando beijos..
Depois de um minete daqueles, pus me a jeito a beira da cama para que ele me comesse  de pé a canzana.. Mas ele foi falhando o alvo e eu algo impaciente, pois excitada como estava queria o sentir dentro de mim, disse " não tá lá ".. Mais uma ou duas tentativas da parte dele e quando momento preciso que ele  me penetrou, a X saiu se  para o marido com um engraçado " queres um gps??!! " que me fez soltar uma intensa gargalhada e involuntariamente o expulsei de dentro de mim.. A risota entre nós as duas foi total e e demorada , enquanto o Y se deitava na cama como que a desistir e a reclamar baixinho que assim não havia condições .. e isso fez nos rir ainda mais..
Quando acalmei, quis retomar o ponto onde tinha mos ficado, mas fazendo cara de injuriado, o Y foi se deixando estar quieto e deitado, fazendo me puxa lo por um braço e pedir
" vá lá Y, anda me foder .. vá lá ... anda" ..
Para evitar de se desmanchar a rir de novo, a X saiu de fininho para a casa de banho e tratou de encher o jacuzzi, ao mesmo tempo que o marido me comeu e bem logo ao lado..
Quando termina mos fomos ter com ela e eu enfiei me na banheira junto a ela, e estivemos relaxadamente a conversar os três imenso tempo..
Foi bom.. Uma noite divertida, descontraída, excitante e merecedora de ser recordada nas nossas conversas futuras, pois deu origem a algumas "privates jokes " entre nós :)
Obrigado a ambos por me incluírem nas vossas brincadeiras intimas e me proporcionarem excelentes momentos..







quinta-feira, 23 de julho de 2015

Recordando

"Senti-me querido, desejado, acolhido."

A possibilidade de uma ida minha a Leiria foi o mote para conhecer a Laura em carne e osso.

Em carne e osso, porque virtual e foristicamente já a conhecia. Afinal, de há alguns meses a esta parte, raros terão sido os dias em que não trocámos algumas palavras.

Confesso que estava curioso. Adivinhava uma excelente conversadora, uma pessoa inteligente, com sentido de humor, e sobretudo, sensível. Se as duas primeiras qualidades são evidentes para qualquer um, já a última a vinha adivinhando em pequeníssimos detalhes, coisas de quase nada, ao ponto de me questionar se não seriam fruto da minha imaginação.

Não foi fácil - no inicio, pelo menos - marcar este encontro. Uma reserva da Laura, que julgou - e assim me disse - que estivesse de alguma forma a brincar, a judiar...

As duvidas dissiparam-se, mas ficou a minha interrogação interior. Que abismo poderá haver entre mim e o meu nick ? Que imagem projecto aos outros? Apesar de não ter qualquer intenção de fazer do nick que utilizo um personagem virtual, inventado, até que ponto ele é eu e eu sou ele? Filosofias...

A verdade é que estava em pulgas para ir a Leiria. Estudado o caminho, banho tomado, e lá fui, naquele dia soalheiro, pela A1 a fora.

Leiria é mais perto que tinha ideia... nuns quaisquer 60 minutos já lá estava.

Resolvidos alguns pequenos engulhos, lá encontrei o ninho da Laura, que iria descer para almoçarmos.

Curiosamente, não havia em mim qualquer nervosismo. Sabia - com a certeza das coisas sabidas - que tudo ia correr bem. Não no plano sexual, necessariamente, mas no plano pessoal. Como julgo que lhe disse, algures, nas muitas palavras que trocamos nessa tarde, estava ali para a conhecer, e não para dar uma queca. Embora - confesso - a desejasse....

Adorei quem vi a descer as escadas, pendurada nuns bonitos pumps pretos que lhe moldavam os pés pequenos. Fisicamente, já sabia o que ia encontrar. Uma mulher gordinha, pequenina - como eu gosto delas - a transbordar uma feminilidade subtil. Uma mulher incrivelmente sexy, fora dos moldes e das normas, mas incrivelmente sexy.

Mas encontrei mais. Uma mulher que me suscitou instantaneamente uma enorme ternura. Uma vontade de tocar e de beijar, de abraçar e de foder.

Sim de foder, porque essa sexualidade luminosa eu já sabia que lá estava, esse lado lascivo, do ter prazer em ter e dar prazer, eu já o conhecia da sua escrita, e dos sinais, dos tais sinais de que falava há pouco, e que me diziam - também - isso mesmo.

Fomos almoçar, como combinado. A caminho, senti-me tranquilo, sem nervos, sem gelo para quebrar. Se alguma vez existiu, acho que se derreteu quando a vi descer as escadas.

E eu queria almoçar. Não por ter fome, mas porque era assim que fazia sentido. Tanto como come-la, queria descobri-la, e a mesa é um lugar único para isso.

Estava boa a picanha do Buraco da Velha... E a conversa também, fluindo, sem stress, nem pressas, nem reservas.

É a partir daqui que tudo se torna difuso...

Por varias vezes senti ganas de beijar aquelas lábios carnudos, incrivelmente apetitosos como cerejas maduras a que não se pode resistir...

Mas o primeiro impacto foi olfactivo. Foi o suave e discreto cheiro a baunilha que ela exalava, que me inebriou. Um cheiro a sexo, intimidade e carinho.

O segundo, foi o toque da sua pele. Tenho a mania de mexer as pessoas, homens e mulheres, quando falo com eles. O toque dela era veludo quente...

Depois, o momento em que a sua perna tocou contra a a minha. Electrizante, como uma descarga de 10.000 volts. Há anos - 30?35? - que não sentia aquilo, aquele calor nos rins, aquele nó na garganta.

Ela diz que eu a beijei... Ali no restaurante. Não me lembro. Não é nada meu fazer isso. Nunca fui malandro, nem afoito. Foi puro instinto, foi sem pensar.

Do que me lembro, isso sim, é de estar totalmente focado nela, atraído para lá das minhas forças, como por um íman.

Depois, o banho, os beijos - e meu Deus, como ela beija...- a delicadeza, o carinho e o tesão do seu toque num cocktail inebriante, a delicia da sua boca no meu pau já latejaste. O explorar aquele corpo amplo, macio, acolhedor, reactivo. Sentir o calor e a maciez da sua intimidade, senti-lá molhada, o clitóris a pulsar, a crescer.

O resto foi um mergulho... Hipnótico, os sentidos despertos, o tesão. O corpo todo alerta, a sentir tudo, como que amplificado. O senti-la por dentro e por fora, o prazer de a penetrar, prazer de sentir o seu sabor, o corpo a vibrar, o peito a ruborescer. Os olhos no fundo dos olhos. O provar o seu sabor, a reactividade do seu sexo.

Vim-me olimpicamente, totalmente, do fundo da alma, da pele e dos tomates. Senti-me querido, desejado, acolhido. Sentia-a beber o meu leite todo, numa suprema prova da intimidade que ali se partilhou.

Assim me vim embora, bêbado, e assim fiquei por um ou dois dias.

Quero mais. Não necessariamente igual, melhor ou pior. Quero apenas mais. Quero come-la, sim - quero, muito - mas quero-a toda, inteira. Quero almoçar com ela, conversar, trocar carinhos, ouvi-la, que ela me oiça. E depois - suprema cereja no bolo - quero come-la toda. Quero dar-lhe prazer, e que ela a mim o dê.

Para ti , com toda a ternura.


Recebido por email..