sábado, 16 de novembro de 2013

Mr. Bizinho

Isto de pertencer a vários fóruns sobre Acompanhantes , ler o que os fulanos escrevem, é muito giro , aprende se muita coisa e tal, mas também se fica minimamente a saber algo sobre os seus gostos ..
E quando as preferências não vão ao encontro do que se tem para oferecer ( em termos de corpo), fica se com a ideia que esta ou aquela pessoa nunca nos irá visitar ..
O que por um lado pode ser fixe, pois o Mr B deve de ser daqueles que tem um bloco de notas , onde vai apontando mentalmente + e - para depois poder elaborar o seu relatório, qual fiscal da ASAE putanehiristica que se preze, e eu detesto sentir que estou a ser avaliada ..
Mas também é fatela pois eu até gostaria de conhecer o senhor em questão ..
conversas virtuais para cá e para lá, e a oportunidade de somente o conhecer surgiu e eu não a desperdicei..
Enquanto transformava o pacote de açúcar que acompanhou o café em farrapinhos , tentei descobrir qual teria sido a unidade escolar onde nos tivesse mos cruzado no passado, mas até hoje ainda não o consegui  .. Mas o meu objectivo estava cumprido.. eu tinha o conhecido, e apesar de vários apesares eu ter ficado com um certo apetite por ele, o facto de eu saber que ele não gosta de gordinhas, era me de certo modo confortável pois assim fui levando as conversas virtuais daí em diante somente no campo do desinteresse financeiro, ou seja.. just and only friends..
Só que a dias o B veio com a pergunta "quando é que eu o convidava para tomar um café ou um chá no meu apartamento".. Na brincadeira e misturado com muitos loles , lá lhe disse , que eu era mais broches..
Qual não foi o meu espanto quando me começo a aperceber, que baseado pelo que ele tem lido sobre mim, era mesmo num oral meu que ele estava interessado ..  vxc 
depressa o espanto deu lugar a incredulidade e esta a uma sensação esquisita de constrangimento.. Afinal, o gajo é meu amigo.. 
Como explicar ?
É menos constrangedor passar de cliente a amigo ( sem sexo) , do que de amigo a cliente ( com sexo)..
Com a agravante do facto eu saber as suas preferências por ler todos os seus relatos ( EPs ou TDs) ..
A conversa foi estranha , e apesar de saber que iria ser um momento complicado recebe lo,mas como ele pretendia experimentar só o oral  , a curiosidade falou mais alto e assim que surgiu a oportunidade, marcou se para a hora do almoço ..

Primeiro stress : como é que raio o irei receber?   grrr.. de lingerie? de roupa normal? de vestido? lá decidi vestir me como me visto para receber com um robe de cetim por cima ..
Ele chegou e nota se que também não esta muito a vontade .. 
Eu sabia que o tempo dele estava contado e era curto, mas mesmo assim ainda deu para uma mini conversita no sofá até eu lhe perguntar se ele queria ir a casa de banho a qual lha indiquei..
Nos convívios basic é muito raro eu acompanhar a pessoa nessa tarefa , pois tenho de ter algumas diferenças em relação ao relax ..
Enquanto ele estava na casa de banho, segundo stress : lençol.. Eu com o lençol na mão e sem saber o que fazer.. Como ele ia querer só um oral, fiquei naquela sem saber se ele queria utilizar a cama ou não.. Pousei o lençol em cima do aquecedor e logo se via ..
Depois de ir eu a casa de banho, encontrei o sentado no sofá e ajoelhei me a sua frente .. ele brincou um pouco com as minhas mamas e aconteceu o terceiro stress : ao tirar o soutien, uma das alças prendeu se na outra lingerie e foi o caraças para a desprender   ou seja, era tudo a ajudar .. Eu a tentar abstrair me , e aquelas cenas maradas a acontecer  ppoo  .. Enfim..
Despi lhe o que faltava e iniciei o que o tinha levado até a mim.. numa das vezes que o olhei, comecei a rir me pois veio me ao pensamento " olha, tenho o caralho do ........ errr... Mr B na boca"    vxc  cpoi 
como não consegui disfarçar, ele perguntou me porque me ria e eu disse lhe, fazendo o rir também ..
Decidi concentrar me no que estava a fazer e esquecer tudo o resto.. De vez em quando ele deixava soltar um suspiro/gemido muito soft que não me dava certezas se estaria a gostar ou não..
Eu sabia que ele vinha com as expectativas altas pelo que tinha lido sobre mim, e estava com receio que ele ficasse desiludido..
As paginas tantas ele mostra vontade de passar ao vaginal o que para mim foi uma baralhação do caraças : " então mas ele não queria só ora   .. pronto tá visto que não gostou " ..
Antes que eu tivesse tido tempo de deitar a mão ao lençol ( que estava lavadinho e passado a ferro , como é meu habito ) , ele mandou se para cima da cama e ( do endredon que tanto trabalho me deu a enxugar no dia anterior    ) mas eu nada disse , óbvio..
Primeiro fiquei eu por cima , mas as tais das incompatibilidades físicas fizeram se notar e ele pediu para mudar mos de posição e assim estivemos um pouco.. quando eu estava mesmo para sugerir uma canzana, ele i-explodiu..
Já depois de vestido, não resisti a perguntar lhe se tinha gostado, mas mesmo ele dizendo que sim, só me conseguiu convencer quando me surpreendeu com a avaliação escrita, mesmo ao jeito da fiscalidade putenheiristica  .. 

Mas foi estranho e ao mesmo tempo desafiante  

se eu era capaz de repetir ? claro , ainda para mais que agora já lhe conheço as manhas   mesmo só me sentindo 0,00001 mais a vontade ..

Sem comentários:

Enviar um comentário