segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Mr. Devorador

Nome: Pedro ( nome fictício)
Nacionalidade: Portuguesa
Idade: 33
Cara: Giro, muito giro mesmo 
Cabelo: Castanho, cortado curto
Altura: médio
Peito: médio
Corpo: Bem torneado, rijo
Olhos: castanhos
Comportamento: boa onda
Desempenho: ganda foda
Atitude: devorador
Pagamento: pagou-me no fim 
Beija: muito e bem 
Penetração: vários estilos e profundas
Valor: Promoção para seguidores
Local: no meu apartamento
Telemovel: Não divulgável por motivos óbvios

O Pedro ( nome fictício) ligou me várias vezes de manha, mas como acordei com a telha, meti o telemóvel no silencio e andei a fazer faxina para desanuviar as ideias, não dei conta das chamadas e não atendi.. Ele foi insistindo e só pelo fim da manha é que me decidi a atender os telefonemas dele , e confesso que foi devido a insistência dele em me contactar.. Marcou para o inicio da tarde, e sete minutos antes da hora combinada , ja me estava a ligar de novo a pedir o resto da morada.. A sua boa disposição, simpatia , diria mesmo alegria a notar se na voz , foi me contagiando e quando lhe abri a porta já estava eu também ansiosa para ver quem vinha lá e que tanta questão e vontade tinha em me conhecer..
Entrou sorridente e a boa vibe que trazia, contagiou me logo no primeiro instante .. Do primeiro olá, aos beijos , a roupa dele a ser tirada com urgência, passando pela ajuda que me deu a estender o lençol da praxe, foi um foguete, e o que despoletou em mim tamanha tesão, foi quando lhe perguntei se queria ficar, ele ter dito " Achas? Claro que quero.. tu és o meu tipo de mulher" de uma maneira ao jeito " quero comer te e é já" , e eu ter visto nos olhos dele que era mesmo verdade..
Banhinho a dois , mãos em todo lado a acompanhar a espuma , roçanço, oral devidamente ajoelhada, passagem para o quarto feita a pressa e caímos na cama ainda mal enxutos , mas quem liga a isso ao sentir uma lingua marota no clitoris acompanhada de uns dedos hábeis que nos fazem ir a lua e vir sem que se tenha que puxar por isso? Eu não liguei nadinha..
Senti lo dentro de mim, foi o passo seguinte e mudando de posição, pedi que não se viesse enquanto eu me masturbava com a mão.. Eu queria e precisava de explodir e ele devido ao meu pedido, foi aguentando ate se aperceber que se poderia libertar também..
Limpeza e tal, e um descanso que quase não chegou a ser, e partimos para a segunda com a minha pergunta se realmente tinha mos chegado a parar..
Como desta vez o preservativo era azul ( tuti fruti), e sendo ambos do benfica, ficou decidido que iria mos foder o o porto eheheh..
Encostei me a parede , ajoelhada e de costas para ele e pedi lhe que me penetrasse.. bloqueei memorias , e deixei me ir , sentindo todo o prazer que me estava a proporcionado, e pedi mais que uma vez que me penetrasse analmente, e quando o fez , tive de me masturbar simultaneamente ate atingirmos de novo o climax, desta vez praticamente juntos e cair mos cada um para o seu lado, exaustos e satisfeitos..
Foda se.. Grande foda..

1 comentário:

  1. Maravilha a forma como vc escreve e descreve o que vive Laura....Obrigado....

    ResponderEliminar