quarta-feira, 23 de julho de 2014

Mr. Sand


-Laura? – chamou..
-Sim  ?  –respondi eu quase em transe e a encostar me para trás de encontro ao aconchego dele..
-Já viste o silencio que estas a fazer?
Sorri, só mesmo ele com aquele carinho para me chamar de volta.. 
-Estou aqui. .
Viro me ligeiramente e beijo te muito lentamente nos lábios doces que tens ..correspondes com igual meiguice e o tempo quase que pára , pelo menos para nós parou.. Sinto a tua mão a fazer me uma festa na cara e a descer pelo meu pescoço , a apertar me um seio muito ligeiramente e eu guio essa mão para debaixo da minha roupa..
Quero sentir a pele das tuas mãos na minha pele, e esse contacto faz me arrepiar de prazer antecipado..
Devagarinho as roupas vão saindo , os beijos e as carícias são uma constante.. 
Enquanto nos fomos despindo, talvez devido ao ligeiro declive da praia fomos rolando em direcção ao mar, e sinto uma réstia de onda a tocar me mas nem me mexi.. estava tão bom, e aquela proximidade da água excitou me ainda mais.. Deitei me por cima do teu corpo nu, e beijei te em sentido descendente, ate chegar ao teu pau duro no preciso momento em que uma onda mais forte nos molhou completamente,mas não foi o suficiente para me desviar das minhas intenções.. Há muito que eu queria sentir o teu membro na minha boca e o sabor salgado que ele agora tinha fez me lambe lo lentamente.. meti as tuas bolas, primeiro uma, depois outra, na boca e chupei as enquanto te masturbava lentamente com a mão..
Que bom poder ter o teu pau de novo na minha boca e causar te sensações de prazer enquanto o vou chupando devagar, fazendo com a cabeça movimentos suaves..
Apesar do barulho do mar, consigo ouvir os teus gemidos perfeitamente e isso indica me que estas a adorar e intensifico as minhas carícias..Mandas me parar pois não te queres vir já.. 
Voltamos a beijar nos até te acalmares mas fomos surpreendidos por mais uma onda. Parecia que o mar estava a querer participar e como já estávamos cheios de areia e molhados, rolamos por entre a espuma e a tua mão mais atrevida foi para entre as minhas pernas e encontra o meu sexo húmido, quente e a latejar querendo a tua atenção..
Esfregas me e depressa os teus dedos ficam lambuzados com a minha lubrificação.. Mordes o pescoço enquanto sinto um dos teus dedos a entrar em mim.. Arqueio as costas em sinal de entregas e tu percebes o recado direitinho.. Quero que me dês prazer também e entre beijos e dentes ferrados na minha pele, vais descendo pelo meu corpo, demoras te um pouco pelos bicos dos meus seios, e a cada toque eu vou me abandonando a ti.. Cada vez mais tua..
A tua língua passa demoradamente pelos meus lábios vaginais e toca me no clítoris provocando me um arrepio por todo o corpo.. Chupa lo enquanto me penetras com um dedo,depois dois.. Levas me a lua e vejo estrelinhas para alem das que estão no céu.. Provocas me um orgasmo sereno, diferente do que estou habituada mas que se prolonga por algum tempo e quando sobes novamente por mim e encostas o teu pau a entrada do meu ser.. Ainda estou em transe.. Entras com toda a calma.. 
Não sorris e o teu ar esta serio de concentração no momento.. Olho no fundo dos olhos mas quando te sinto a tocar me no fundo , quebro essa ligação pois uma fogueira luxuriante deflagra no meu interior e involuntariamente mexo me de contra o teu corpo incitando te a aumentares o ritmo da penetração.. Venho me intensamente e mesmo assim tu não paras.. Continuas a penetrar me com a força certa, com o ritmo certo..
Abrandas por já estares cansado,e eu faço te rolar uma vez mais e fico por cima de ti.. Agora mando eu e controlo a situação..
Pões as tuas mãos nas minhas nádegas para me orientares , porque as minhas pernas tremem e não é de frio.. O nosso acto que começou tão serenamente tornou se selvagem e eu puxo te para mim para “dançar mos “ ao ritmo da nossa tesão e as nossas línguas se embrulham uma na outra . Perco a noção de tudo e abrando para recuperar a respiração.. Pedes me para me por de gatas e tu fodes me fortemente, como gosto..Masturbo me a mim própria ate mais uma vez me perder de prazer..
Apercebo me que o teu clímax esta iminente quando os teus gemidos ficam mais roucos e deixas te cair sobre mim num esgar de prazer e eu assimilo o teu prazer como meu também..
Ficamos abraçados enquanto o mar nos banha de vez em quando..




3 comentários:

  1. Excelente texto de ficção;) amiga gostei muito,sensual e cheio de desejo e sentimento,parabens :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Muito bom! Ate já estou com calores!

    ResponderEliminar
  3. Dás ares de quem sabe chupar mesmo bem!!... hummm
    beijos

    ResponderEliminar